O celular pessoal do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sofreu uma tentativa de invasão. Moro cancelou a linha que usava desde quando ainda era o juiz da Operação Lava Jato em Curitiba e determinou a abertura de investigações.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Em nota, a assessoria do ministro informou que há possibilidade de clonagem do número que o ministro utilizava, e por isso a linha foi “abandonada”. O ministro desconfiou de uma ligação recebida por ele e, logo em seguida, bloqueou a linha.

Até o momento, nem Moro e nem a sua assessoria identificaram invasões em suas contas nas redes sociais.

Veja a nota na íntegra:

“Informamos que ontem houve tentativa de invasão do telefone celular do Ministro da Justiça e Segurança Pública. Diante da possibilidade de clonagem do número, a referida linha foi abandonada. Investigação para apuração dos fatos já está em andamento.”

Bolsonaro pode trocar as notas de R$ 50 e R$ 100