O valor do Vale Alimento que a Prefeitura de Campo Mourão fornece todos os meses a 534 servidores ativo e inativos de menor remuneração foi reajustado em 20%, a partir do dia 1.º. Criado em 1998 pelo prefeito reeleito Tauillo Tezelli (PPS), o benefício contempla servidores da administração direta, indireta, autarquias e fundações. A partir deste mês, o valor é de R$ 43,44.

O aumento do valor do Vale Alimento foi anunciado pela administração municipal junto com o reajuste salarial de 10% concedido há poucos dias à categoria. Cinco por cento do aumento serão incorporados já nos salários de abril e os cinco por cento restantes a partir de setembro. Mas os servidores da ativa podem ter mais dois por cento de aumento nos salários. É que em maio deve acontecer a avaliação anual de desempenho, que concede o aumento a todos os servidores que apresentam boa produtividade.

Treze quesitos são levados em conta: assiduidade, pontualidade, disciplina, comunicação, administração do tempo, utilização do material/patrimônio, compromisso/desempenho profissional, capacidade de iniciativa, responsabilidade, produtividade, qualidade do trabalho, capacidade de aprendizagem e cooperação. O processo é iniciado pela auto avaliação do servidor, seguido da avaliação pela chefia imediata. O servidor que não concorda com a avaliação pode recorrer. Para ter o avanço ou promoção horizontal a média mínima é de setenta pontos.

No ano passado, 1.069 servidores municipais de Campo Mourão foram beneficiados com o avanço ou promoção horizontal concedida pela administração municipal em razão da avaliação positiva de desempenho do servidor.

Com a correção salarial e outros benefícios concedidos a categoria pela administração municipal – anuênio, incentivo educação e vale alimento -, as despesas com pessoal, que chegaram a R$ 17,4 milhões em 2003, deverão girar em torno de R$ 22,2 milhões em 2004. Um aumento da ordem de 27%, enquanto a evolução da receita do município de 2003 para 2004 está estimada em 13%.