O juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) Antônio Carlos Mathias Coltro acatou hoje representação da coligação “União para Mudar” e concedeu direito de resposta na TV ao candidato do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante. O pedido se baseou em entrevista realizada com o presidenciável José Serra (PSDB) pelo programa SBT Brasil, no último dia 31, na qual o tucano acusou o petista de ter organizado o suposto esquema de compra de dossiê que ficou conhecido como o escândalo dos aloprados, nas eleições de 2006.

A decisão dá a Mercadante direito de resposta nos programas e horários em que a entrevista foi exibida – tanto no SBT Brasil como no Jornal do SBT Manhã, no qual ela foi reprisada. Cabe recurso ao plenário do TRE-SP.

Na entrevista de 14 minutos, o tucano respondeu a uma pergunta sobre o suposto esquema de compra de dossiê contra candidatos do PSDB em 2006. De acordo com Serra, o dinheiro que seria usado na compra, fotografado pela imprensa, “é do PT”. “Quem organizou aquilo tudo foi o Aloizio Mercadante e não houve uma investigação depois”, afirmou o presidenciável tucano. “O PT sempre procura fazer coisas com dinheiro de não sabe de onde.”

No despacho, o juiz considerou as afirmações ofensivas e avaliou que elas extrapolam o direito de crítica. “O citado caso realmente ocorreu, mas o fato não garante ao candidato opositor o direito de afirmar que o representante (Mercadante) é o responsável pelo evento”, justificou. Com a decisão, o SBT deverá levar ao ar a leitura de um texto com a resposta do candidato petista.