O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná julga hoje ação de perda de mandato por infidelidade partidária movida pelo PSB contra o deputado estadual Mário Roque (PMDB).

Roque foi eleito primeiro suplente do partido nas eleições de 2006, mas migrou para o PMDB em 2008, quando disputou a prefeitura de Paranaguá. Ele conquistou uma cadeira na AL após a renúncia de Fernando Carli Filho (ex-PSB). O PSB reivindica a vaga para seu segundo suplente, Wilson Quinteiro, ex-candidato à prefeitura de Maringá.