O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) decidiu por unanimidade manter a multa de R$ 5 mil aplicada ao ex-governador de Minas e candidato ao Senado, Aécio Neves (PSDB), por propaganda eleitoral antecipada.

Em julgamento realizado ontem, o plenário do TRE-MG seguiu o voto do desembargador Brandão Teixeira, que havia atendido parcialmente a um pedido ajuizado pelo PMDB. Ao participar hoje de um encontro com taxistas, ao lado do governador Antonio Anastasia – candidato à reeleição -, Aécio reafirmou a determinação de trabalhar pela vitória de Serra em Minas.

Ele disse também que a candidatura de Dilma Rousseff (PT) reflete, sobretudo, a popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a obra do seu governo. “A ministra Dilma é reflexo de um líder, ainda não é um líder”, afirmou, lembrando uma declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Eu concordo, isso não é demérito nenhum, isso não é ofensa nenhuma”, disse. “É a constatação da realidade”, acrescentou.