O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná deu início ontem, às 9h, ao processo de carga e lacração das urnas que serão utilizadas em Curitiba nas eleições do próximo dia 3. A cerimônia foi coordenada pelos juízes da 3.ª e da 176.ª zonas eleitorais, as primeiras a terem suas urnas carregadas com as informações sobre o processo de votação, e acompanhada por representantes dos partidos políticos e do Ministério Público. Uma urna foi sorteada e submetida a auditoria antes da carga e lacração.

A atividade prossegue até o dia 26, quando todas as 3.230 urnas de Curitiba estarão prontas para utilização pelo eleitor. Na véspera do pleito (dia 2) elas serão distribuídas às seções eleitorais pelos Correios.

Campanha

No último dia da campanha de divulgação do voto eletrônico, neste domingo (19), o TRE instalará a urna eletrônica no Parque Barigüi, próximo ao trapiche, das 13h às 17h. Ao longo do programa educativo, as urnas foram instaladas em 38 escolas e empresas, 45 escolas de alfabetização de adultos, e 123 pontos da cidade, mobilizando 25 funcionários do TRE, e 10 motoristas e colaboradores.

Além disso, a campanha incluiu a distribuição de 40 mil “colas” a eleitores, utilizou dois mil cartazes, treinou 660 divulgadores para atuar em municípios do interior e distribuiu 33 mil impressos em escolas. Pelos cálculos do tribunal, 23.403 eleitores participaram das simulações de votos nos vários pontos da cidade.

Recursos

O juiz da 4.ª Zona Eleitoral, Marco Antônio Antoniussi, mandou suspender a veiculação de inserções da Coligação Tá Na Hora Curitiba, em que aparece um ator vestido de médico afirmando que Beto Richa e Luciano Ducci ficaram mais de três anos na Prefeitura e não resolveram o problema da saúde na capital.