O governador Beto Richa se reuniu na tarde desta terça-feira, em Brasília, com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, para pedir apoio do governo federal a uma série de projetos do Paraná. O resultado mais efetivo é a provável liberação emergencial de R$ 8 milhões para iniciar as obras de engorda da praia de Matinhos. O projeto básico foi contratado pelo governo estadual. A ministra sinalizou que após o licenciamento ambiental será possível repassar recursos do PAC 2 para as obras, estimadas entre R$ 40 milhões e R$ 60 milhões.

Beto também pediu agilidade na construção da terceira pista do Aeroporto Afonso Pena. Esta semana o governador assinou decreto declarando de utilidade pública três áreas no entorno do aeroporto: uma pertencente à prefeitura, mas invadida; outra já desapropriada; e uma terceira, de particulares, que precisa ser desapropriada. Gleisi disse que o assunto precisa ser discutido por um grupo de trabalho com representantes dos governos federal, estadual e municipal.

Também constou da pauta a parceria entre os governos do Paraná e Mato Grosso do Sul para extensão da Ferroeste até Maracaju. O governo federal abriu processo licitatório para o projeto básico, que está oito meses atrasado. Segundo Gleisi, o processo deve estar concluído no início de 2012, pois é de interesse do governo federal.

Outro projeto que interessa à União, de acordo com a ministra, é o Contorno Ferroviário de Curitiba. Ficou acertado que o governo estadual e a prefeitura da capital vão reapresentar o projeto. Gleisi prometeu empenho para um rápido encaminhamento da questão.