O deputado Ângelo Vanhoni (PT) manifestou sua indignação diante da possibilidade de que um julgamento do Supremo Tribunal Federal possa impedir que o presidente da República, ministros, governadores, senadores e outos ocupantes de cargos do primeiro escalçao da República, sejam julgados por ” improbidade administrativa”, ou seja, mau uso do dinheiro e dos bens públicos.

A decisão do STF será dada em julgamento do ministro da Ciência e Tecnologia, Ronaldo Sardenberg, acusado pelo Ministério Público de usar indvidamente aviões da Força Aérea Brasileira para passeios a Fernando de Noronha: “A única forma de que dispomos para recuperar dinheiro público desviado por políticos do alto escalão são as ações de improbidade administrativa. Uma decisão do STF pode criar jurisprudência nefasta ao país e à moralidade”, lamentou o deputado petista.

O julgamento está suspenso pelo pedido de vistas do ministro Carlos Veloso. Vanhoni faz um apelo a sociedade civil em geral e a comunidad jurídica em particular par que se manifestem sobre essa questão ” tão crucial para o futuro da moralidade administrativa em nosso país”.