O Porto de Paranaguá é o novo canal de escoamento da cachaça produzida em Santo Antônio da Platina, cidade do Norte Pioneiro do Paraná. Um acordo comercial fechado com empresas norte-americanas vai levar mais de 11 mil litros do produto para a Califórnia, onde segue para Nova York e Flórida.

?Depois de iniciarmos o contato com empresários americanos e apresentarmos a cachaça do Paraná para eles, começamos imediatamente a negociar e escolhemos o Porto de Paranaguá pelos baixos custos que o transporte iria exigir?, disse o empresário Airton Nardelli, da Nargeltombrasil.

A cachaça produzida em Santo Antonio da Platina é envasada em Curitiba, onde fica a sede da empresa, e será exportada em contêineres. No primeiro lote, serão enviadas 960 caixas do produto, que passa por um processo diferenciado para atender às exigências do mercado estrangeiro.

?A cachaça é bidestilada e tem um sabor muito agradável. Até agora, os americanos conheciam a caipirinha e passarão a apreciar a cachaça também. O consumo será garantido porque já comprovamos que os EUA aprovaram o produto?, afirmou o importador Jerry Kartchner.

Em visita ao Porto de Paranaguá, o grupo conheceu as instalações portuárias e o cais comerciais. Para Russell Heaton, sócio de Kartchner, estar no Porto de Paranaguá dá maior segurança às negociações. ?É importante conhecermos a armazenagem e como as operações acontecem porque queremos ter certeza de que a qualidade da cachaça se manterá até o destino final?, analisou

A cachaça do Paraná será exportada para os Estados Unidos através de operações conteneirizadas, segmento que obteve no Porto de Paranaguá variação positiva de 23% no acumulado do ano em comparação a 2005, entre importações e exportações. Só os embarques de contêineres registraram aumento de 28% entre janeiro e 22 de junho e os desembarques de 18% em igual período.