Já recomeçaram os embarques de soja em grão pelo porto de Paranaguá ? maior porto graneleiro da América latina ? e são superiores em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro até a segunda quinzena de fevereiro deste ano, mais de 74 mil toneladas do produto foram exportadas, 12 mil toneladas a mais que o verificado no mesmo período em 2004.
Segundo o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Eduardo Requião, os números refletem o trabalho de reestruturação do terminal.

Requião explicou que apesar de a soja que está sendo escoada atualmente ser da safra passada, em função dos preços praticados no mercado internacional, os embarques mostram que, a cada ano, a chamada entressafra está mais curta, fazendo com que o ritmo das operações aumente.

Para atender à demanda, o porto está trabalhando dia e noite sem parar, mantendo a proibição de exportar soja transgência.