O superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Eduardo Requião, entrega no próximo dia 14 uma série de obras realizadas no terminal de Paranaguá. Depois de quase quatro anos à frente da autarquia e mais de R$ 150 milhões já aplicados em obras, o dirigente reforça a infra-estrutura portuária com a inauguração dos serviços de recuperação e reforma dos prédios da sede da Appa e a construção dos dois novos edifícios instalados no portão principal.

No total, foram investidos cerca de R$ 17 milhões na reforma dos prédios administrativos e na construção dos dois novos edifícios. ?Ao investirmos nessas obras, promovemos condições para que o Porto cresça de forma moderna e ágil, com possibilidade de agregar novas cargas e atendendo aos usuários com praticidade e logística adequada?, afirma Eduardo Requião.

O edifício com dois pavimentos, que está sendo construído ao lado do portão principal, vai abrigar órgãos oficiais ligados à atividade portuária, como o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Ibama, Delegacia Regional do Trabalho, Receita Federal, Ministério da Agricultura e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), num total de 580,84 m² construídos.

?As novas sedes em nada vão lembrar as antigas salas disponibilizadas a estes órgãos, sem recursos suficientes para atender às necessidades dos usuários e dos funcionários. Junto com este prédio, teremos outro com três pavimentos, num total de 360,00 m² de área construída, que abrigará um mini-auditório com capacidade para cerca de 50 lugares, a Seção de Execução Operacional, a Seção de Contêineres e o centro de saúde, com um pronto-atendimento para os trabalhadores?, explicou o superintendente.

Já a sede administrativa da autarquia passou por um misto de reforma e restauração. Original da década de 70, o Taguaré ganhou redes elétrica, lógica e hidráulica novas, além de piso, forro e mobiliário totalmente substituídos. O sistema de ar condicionado também é novo e foi desenvolvido para gastar menos energia.

Outra reforma aconteceu na sede do Departamento de Informática (Deinfo), onde também funcionam a Guarda Portuária e o Departamento de Operações. ?Com as melhorias, as atividades de cada setor ficou mais exposto e os ambientes conjugados facilitaram o fluxo de informações. Além disso, a acústica e a iluminação foram melhor planejadas?, explica o chefe do Deinfo, Luiz Eduardo Geara.

O Deinfo recebeu, ainda, uma nova sala de reuniões e um espaço maior para a oficina de manutenção de computadores, que está isolada dos demais ambientes, à prova de ruídos e com maior segurança.

A entrega das obras vai ser realizada com uma solenidade oficial e contará com a presença de autoridades do Paraná, usuários do porto e a comunidade em geral.