A receita cambial gerada pelos portos de Paranaguá e Antonina alcançou a marca de US$ 6,1 bilhões de janeiro a agosto deste ano, quase US$ 1 bilhão a mais que o verificado no mesmo período de 2004. O destaque fica por conta das exportações de veículos que, no acumulado do ano, tiveram um saldo (diferença entre exportação e importação) de 177% maior em relação ao mesmo período do ano passado.

Os embarques de veículos estão entre os maiores responsáveis pelo aumento da receita cambial gerada pelo Porto de Paranaguá. As exportações alcançaram índice positivo de 125%. Em dólares, os volumes significam o dobro do verificado em 2004. De janeiro a agosto de 2005, as exportações de veículos geraram US$ 741,6 milhões, enquanto que no mesmo período do ano passado ? US$ 322,4 milhões ? não chegou a metade do registrado neste ano.

O contrato firmado entre a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), a armadora Grimaldi e a Volkswagen garantirá até 2006, a exportação de 140 mil unidades. Só em 2005, a expectativa é que as exportações de veículos gerem um incremento de US$ 1 bilhão no total da receita cambial do Porto, o que elevaria ainda mais a receita em comparação aos resultados obtidos em 2004, quando foram gerados US$ 8,4 bilhões, o dobro do verificado em 2002.