O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), deputado Armando Monteiro Neto (PE) afirmou que a postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a reunião para a entrega da agenda mínima do setor empresarial, foi "serena" e não foi marcada por um momento de desabafo.

Segundo Monteiro Neto, Lula disse que considera que o processo de investigação das denúncias no Congresso deve seguir o curso normal, sem exacerbação do debate político. Ele teria dito ainda, segundo o presidente da CNI, que o governo precisa seguir em frente.

"Não percebemos um discurso inflamado ou arrebatado do presidente. O que o presidente disse é que é importante criar condições para não se tenha um quadro que possa prejudicar a economia e o País", disse.