A bancada do PP vai se reunir hoje às 18h30 para tentar chegar a um único nome do partido na disputa pela presidência da Câmara. Até agora, só do PP, há três candidatos: Ciro Nogueira (PI), Jair Bolsonaro (RJ) e Francisco Dornelles (RJ). Ao registrar sua candidatura agora pela manhã, Ciro Nogueira afirmou que tem o melhor perfil para Casa porque é neutro, não governista como o candidato Aldo Rebelo (PC do B-SP) ex-ministro da Coordenação Política, nem oposicionista como José Thomaz Nono (PFL-AL), ex-líder da oposição na Câmara.

Um dos cabos eleitorais de Nogueira é o deputado Ronivon Santiago (PP-AC), cujo mandato já foi cassado pela Justiça, mas a Mesa da Câmara até agora não declarou a perda de mandato do deputado e nem convocou o suplente para assumir a vaga. Nogueira amigo do deputado Severino Cavalcanti (PP-PE), que renunciou ao seu mandato na quarta-feira passada, pretende herdar os votos de seu padrinho político na Casa. O mote de sua campanha "513 líderes, um compromisso de trabalhar pelo Brasil", pretende acabar com a denominação de baixo clero, assim como Severino pregava na presidência da Câmara.