O presidente do PPS, Roberto Freire, informou que o governador reeleito do Mato Grosso, Blairo Maggi, está desfiliado do partido. Maggi contrariou decisão do PPS de apoiar a candidatura Alckmin à Presidência da República, ao manifestar, na semana passada, apoio ao candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo Freire, Blairo lhe enviou, ontem, um e-mail pedindo licença do partido até o final do segundo turno da eleição, ou a desfiliação.

Freire disse que optou pela segunda opção e que a comunicou por e-mail, mesmo, ao governador. "Seria um constrangimento expulsá-lo", disse Freire. "O partido não convive com isso", acrescentou, referindo-se à indisciplina de Maggi ao contrariar determinação da legenda.