Depois de cinco dias de competição e de quatro das 11 modalidades encerradas, o Paraná aparece em terceiro lugar na busca do Troféu Eficiência Adhemar Ferreira da Silva, que premia o melhor desempenho coletivo dos VIII Jogos da Juventude, que estão sendo disputados em Brasília. A delegação paranaense está com 77 pontos, atrás do Rio Grande do Sul com 82 e de São Paulo com 100. Os paulistas, atuais campeões da competição, lideram depois do bom desempenho na ginástica artística e no handebol, quando conquistou o título no masculino e no feminino.

Santa Catarina (64) e Rio de Janeiro (54) completam o grupo dos cinco primeiros colocados. Somente as modalidades atletismo, ginástica artística e handebol somaram pontos para o Troféu Eficiência. A pontuação do torneio de pólo aquático não contou, pois apenas sete equipes participaram da disputa. A delegação de Goiás não compareceu à competição. São necessários no mínimo, oito times para que a pontuação seja válida.

Os frutos do trabalho com o esporte de base realizado no Paraná podem ser vistos em importantes competições como os Jogos da Juventude, onde está reunida a jovem elite do esporte brasileiro, englobando cerca de três mil atletas de todo o território brasileiro. “Retomamos os Jogos Colegiais do Paraná em 2003, nos quais mais de 300 mil alunos participaram da competição, também, ampliamos as fases regionais dos Jogos da Juventude no Paraná, além de contarmos com uma excelente infra-estrutura como o Centro de Capacitação Esportiva em Curitiba, destinado a preparação de atletas e técnicos”, ressalta o presidente da Paraná Esporte, Ricardo Gomyde.

Os VIII Jogos da Juventude prosseguem até o dia 14, na capital federal. A competição reúne aproximadamente três mil jovens atletas, de 10 a 17 anos, dos 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal. Ainda serão disputadas as competições de basquete, vôlei, judô, tênis de mesa, ginástica rítmica, natação sincronizada e natação.