O ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, afirmou que o prazo para a entrega de armas de fogo poderá ser prorrogado por mais seis meses. “Estamos pensando seriamente numa medida provisória que prorrogue por mais seis meses o prazo de entrega das armas.”

Em discurso na cerimônia de lançamento da Carta da Saúde pelo Desarmamento, no Ministério da Saúde, Thomaz Bastos destacou o sucesso da campanha. Segundo ele, a meta inicial era recolher 80 mil armas. Já foram recolhidas até agora 160 mil. “Agora subimos o nível da nossa ambição para 200 mil armas até 23 de dezembro, que é o prazo da lei para o fim da campanha.”