O governador Roberto Requião recebeu, na noite de quinta-feira, na granja Canguiri, um grupo de prefeitos da Amuvi ? Associação dos Municípios do Vale do Ivaí, que agradeceu o apoio e as inúmeras obras que estão sendo executadas pelo atual governo na maioria dos municípios daquela região do Estado.

?É uma confraternização de amigos. Um momento informal em que os todos podem se encontrar fora de seus gabinetes?, disse Rodrigo dos Santos Rocha Loures, ex-chefe de gabinete do governador e um dos articuladores do encontro, que se transformou numa manifestação de apoio ao governador Requião.

?E nem poderia ser diferente, porque o atual governo é voltado para aqueles que mais precisam, os mais humildes. Assim, é inevitável que até mesmo seus adversários políticos reconheçam que vêm dando resultado as políticas voltadas para a geração de emprego. O Paraná é o Brasil que está dando certo?, disse.

Para o prefeito Jaime Rossi, de Marilândia do Sul, a atuação do governo tem sido aprovada pela população do Vale do Ivaí e destaca que, numa recente pesquisa feita em seu município, Requião tem grande apoio popular.

?E isso se deve à seriedade, à competência com que vem administrando o Estado. É um governo que fala a verdade, é autêntico, não engana ninguém. Seu trabalho vem provocando uma grande transformação no Paraná?.

Rossi, que cumpre seu terceiro mandato de prefeito, lembra que no governo passado dificilmente conseguia falar com o governador. ?Os municípios viviam iludidos com mentiras, enganações e falsas promessas. Hoje, as obras saíram da prancheta e tornaram realidade em todo o Estado?, acrescentou.

O governador Requião disse aos convidados que a ?vida de governador é uma pedreira. Ontem (quarta-feira), por exemplo, estava em Brasília tentando resolver o problema da Lei Kandir, que causou um prejuízo de R$ 3,3 bilhões ao Paraná. Muitas vezes deixo de ir a Brasília, para resolver três ou quatro assuntos de prefeitos?.

Requião relatou ainda que tenta concentrar seu esforço nas priooridades. ?Os budistas dizem que o homem desvia uma montanha, mas pode tropeçar e cair numa pequena pedra. Em meu governo passado, num determinado momento, ao fazer um balanço de minhas atividades, descobri que tinha deixado de ir a Washington fechar contrato com o BID, porque estava atendendo prefeitos e vereadores?.

O contrato, continuou Requião, foi assinado mais tarde e até hoje dá força para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano continuar financiando obras nos municípios. ?Portanto, chego a conclusão que temos que ter confraternizações coletivas, como essa, mas que o meu papel tem que ser fundamentalmente voltado na atuação do macro, mesmo porque sem o macro não teremos o micro?.

Na opinião do prefeito Mauro Moriani, de Jardim Alegre, o governador está correto sua análise, pois ?foi graças a esta visão que o Estado obteve recursos necessários para financiar várias obras em nosso pequeno município".

"Em sete meses de mandato, conseguimos, com o apoio do governador Requião e do vice-governador Orlando Pessuti, recuperar a estrada que liga a sede do município ao distrito de Barra Preta". As obras foram encerradas no início desta semana e os 9 quilômetros de rodovia estão em perfeito estado.

Outra importante conquista é o fato do governador ter assinado há quinze dias convênio destinando R$ 50 mil para a reforma da creche de Barra Preta. Neste sábado (6), Requião e Pessuti assinam a ordem de serviço para que a Codapar efetue a readequação de 17quilometros da estrada que liga a sede do município ao Assentamento 8 de Abril, onde vivem cerca de 3,5 mil pessoas. Por tudo isso, só temos a agradecer ao governo do Estado?, concluiu.