Prefeitos paranaenses se reúnem hoje, em Barracão, para discutir uma solução para a crise provocada pela queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios. Segundo o presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Juarez Lima, houve uma diminuição de 43%, em maio e junho.

A expectativa é de que 290 municípios do Paraná oficializem o calote nas contas públicas. O número, se confirmado, representa 72,6% dos 399 municípios do estado. A medida pode acarretar prejuízos de RS$ 40 milhões por mês ao Estado e à União. Uma das alternativas, segundo o presidente da AMP, é adiar o início das aulas nas escolas municipais. O objetivo é pressionar o estado a repassar verba para o transporte escolar.