A maioria dos participantes da 46ª Frente Nacional dos Prefeitos ressaltou os avanços na relação com o governo federal nos últimos anos. De acordo com a ex-prefeita de Maceió e presidente da frente, Kátia Born, os municípios estão conquistando espaço junto ao Executivo. "Nos nove meses como presidente da frente, nunca deixei de ser atendida por nenhum ministro. Nunca tivemos tantos avanços como nos últimos dois anos", ressaltou.

Para o presidente da Associação Brasileira de Municípios, José do Carmo Garcia, existe um canal de diálogo com o governo federal, aberto especialmente com a criação do Comitê Federativo vinculado à Presidência da República. "Conseguimos através dele chegar de maneira mais efetiva à Câmara e ao Senado", garantiu.

O ministro de Coordenação Política, Aldo Rebelo, reconheceu que ainda existem muitas demandas, especialmente no que diz respeito ao repasse de recursos entre os entes federativos, mas disse que a preocupação do governo federal é aumentar cada vez mais o diálogo com os administradores das cidades brasileiras.

"Nós exportamos a partir dos municípios, e não a partir da Esplanada dos Ministérios. É o município que produz, que aloca recursos para investimentos. A preocupação do governo é de valorização da cidade e do município", afirmou.

Segundo o ministro, o desequilíbrio entre as regiões brasileiras é conseqüência da diferença que existe entre os municípios de Norte a Sul do país. "Alguns municípios possuem apenas 3% da sua área com saneamento básico. Em outros, esse índice chega a 95%. As agências de desenvolvimento têm que rever a maneira de servir a quem precisa", defendeu.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, revelou que este ano estarão disponíveis para os municípios R$ 97 bilhões. No ano passado, esse valor foi de R$ 77 bilhões. Depois de lembrar que a Caixa é o maior agente dos programas sociais do governo, Mattoso defendeu a interação dos municípios com o banco. "A maior presença comercial do banco nas prefeituras é importante para que essa parceria tenha mão dupla. Esperamos das prefeituras o reconhecimento desse trabalho", afirmou.

Amanhã, a Frente Nacional dos Prefeitos vai escolher sua nova diretoria para este ano. Às 17h30, representantes da frente entregam ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o documento final do encontro com as principais reivindicações e sugestões dos municípios.