A Secretaria do Meio Ambiente já deu início às obras no Zoológico de Curitiba. Os trabalhos não comprometem a visitação do público ao local, que é um dos passeios preferidos da população. O investimento total da Prefeitura, com todas as melhorias, será de R$ 292,9 mil e as obras deverão ser concluídas até o mês de abril.

Nesta primeira fase do serviço, estão sendo implantados os guarda-corpos nos recintos dos animais. A implantação deste sistema de proteção atende a normas do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Estão sendo implantados guarda-corpos nos recintos das corujas e em torno do bloco central, onde estão os camelos, os antílopes nilgai e o cervicapra e o cabrito aoudade. Os recintos do cervo nobre, da lhama e da anta recebem guarda-corpos na área interna. Em todos estes casos o sistema garante segurança aos animais e aos visitantes.

A Prefeitura também vai implantar dois conjuntos com sanitários no zoológico. Um deles será construído na entrada e um outro junto à administração. O sanitário já existente, localizado bem no meio do zoológico, já foi totalmente reformado.

O antigo Centro de Educação Ambiental, que fica na entrada do zoológico, será reformado e se tornará um Centro de Apoio aos Visitantes. Neste local, o público receberá orientações sobre melhores roteiros de visitação e assistirá a vídeos educacionais sobre a fauna.

Atualmente os visitantes já contam com duas casas, localizadas no centro do zôo, onde há exposição de animais taxidermizados (empalhados), além de patas, bicos e crânios, que podem ser observados pelo público. Há exposições fotográficas e atividades lúdicas.

Depois de concluída toda a obra, o zoológico terá uma nova guarita de entrada, com mais uma catraca de acesso, o que reduzirá os congestionamentos na porta. Os funcionários responsáveis pelo zôo terão, no local, uma área adequada, com copa e banheiro.