O presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e vice-governador de Minas Gerais, Clésio Andrade (PL), afirmou hoje que "a crise (política) tem de ser tratada separada do funcionamento do governo". "Essa é a posição do presidente e a nossa também", disse.

Assim como os demais empresários, Andrade destacou a "tranqüilidade" do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no encontro de hoje, no Palácio do Planalto, para a entrega da agenda mínima, elaborada pelo setor empresarial.

Segundo o presidente da CNT e vice-governador de Minas Gerais, Lula disse que a administração federal tem de funcionar e que continuará a viajar. Andrade disse que ele afirmou que o Congresso precisa continuar a trabalhar e a investigar o que tiver de ser apurado. "Estamos todos empenhados para que essa crise passe", afirmou o presidente da CNT e vice-governador de Minas.

Andrade declarou que o Poder Executivo funciona bem e que todos os indicadores macroeconômicos vão bem. O presidente da CNT e vice-governador admitiu ainda considerar que o Executivo tem se ocupado com a agenda apresentada hoje pelos empresários, mas que o setor quer potencializá-la.