O presidente da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), Márcio Cypriano, disse, nesta segunda-feira, em São Paulo, que descarta, totalmente, a hipótese do impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Cypriano, esta possibilidade não deve ser considerada e não será. "A economia vai contaminar, positivamente. a parte política", afirmou, frisando "não ter o mínimo receio do contrário".

Ao participar de um almoço com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o presidente da Febraban, que também a presidente do Bradesco, compartilhou do entusiasmo dele em relação ao bom desempenho recente da economia.

"A economia está muito acima disso", disse, referindo-se à turbulência política. "Nós só temos notícia boa na economia", completou.

Cypriano garantiu que é perfeitamente possível atender ao apelo feito por Furlan para que os empresários não se deixem contaminar pelas más notícias da crise política.

"Os empresários têm de trabalhar e nós temos de tirar disto uma lição, fazer com que esse limão se transforme numa limonada", acrescentou.