Brasília (AE) – O presidente do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), Paulo Okamoto, chegou há pouco à sala de sessões da CPI dos Bingos. Amigo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e presidente do Sebrae desde 18 de janeiro deste ano, Okamoto foi convocado para prestar esclarecimentos à CPI sobre a quitação, por ele, de um empréstimo de R$ 29 mil que Lula teria feito junto ao PT. Para quitar a dívida do presidente, entre dezembro de 2003 e fevereiro de 2004, teriam sido utilizadas quatro agências bancárias, localizadas em três bairros diferentes de São Paulo. Por isso, há suspeitas de que o dinheiro possa ter saído do caixa dois do PT, montado pelo ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares.