Brasília ? O presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Microempresas (Sebrae), Paulo Okamotto, confirmou hoje (22), em seu depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos, ter pago os R$ 29.436, 26 que constavam como dívida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Partido dos Trabalhadores. "Resolvi assumir a responsabilidade e pagar ao partido", disse, por ter se tornado procurador do presidente Lula.

Okamotto diz ter feito isso na época do afastamento de Lula da presidência de honra do partido, após as eleições de 2002. Em seu depoimento, Okamotto afirmou que se sentia constrangido em cobrar a dívida do presidente.

Segundo ele, uma parte da dívida, R$ 5 mil, constava da contabilidade do partido como adiantamento de despesas. Outros R$ 13.662,32 se referiam ao pagamento de passagem área de ida e volta feito em nome de Marisa Letícia, esposa de Lula, que acompanhou a delegação do partido à China, antes das eleições. "Achei que a passagem aérea devia ser assumida pelo PT, pois dona Marisa integrava a delegação do partido a convite do governo chinês", afirmou.

Além desses, R$ 9.312 representaram adiantamentos de despesas em viagens internacionais em nome do presidente Lula e R$ 1.461,94 teriam sido adiantados para o pagamento de assistência médica. A CPI do Senado investiga as casas de bingo e a relação delas com a lavagem de dinheiro e o crime organizado.