O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Nelson Jobim, indeferiu o pedido da empresária Renilda Maria Santiago Fernandes de Souza, mulher e sócia do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza nas agências de publicidade SMP&B e DNA Propaganda, para não depor amanhã (26) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista dos Correios.

Segundo informou a assessoria do STF, no despacho em que deu liminar parcial a Renilda, em pedido de habeas-corpus, Jobim determinou que ela deve comparecer à CPI e, embora não seja obrigada a assinar o termo de compromisso de dizer a verdade como testemunha, deverá responder a todas as perguntas que lhe forem formuladas.