O presidente peruano, Alejandro Toledo fez, hoje, duras críticas ao protecionismo comercial dos países desenvolvidos, especialmente dos Estados Unidos. Na cerimônia de abertura dos trabalhos da XVII Reunião de Cúpula do Grupo do Rio, realizada no maior templo inca, Coricancha, Alejandro Toledo cobrou dos Estados Unidos coerência na postura quanto ao comércio internacional. “Como eles (Estados Unidos) podem pedir para nós praticarmos algo que não fazem? Eles continuam a nos impor condições e nos pedem que joguemos bola no campo do livre comércio”, afirmou.

Toledo acrescentou que os países latino-americanos precisam dizer, com respeito e firmeza, que os Estados Unidos e os demais países desenvolvidos não podem impor algo que não praticam. E acrescentou: a França protege seu vinho, o Japão protege seu arroz e os Estados Unidos,
seus produtos agrícolas.

Neste momento, os chefes de Estado da América do Sul e Caribe presentes à reunião de Cuzco participam da primeira reuniao de trabalho, no Hotel Monastério.