O presidente regional do Partido dos Trabalhadores no Distrito Federal, Vilmar Lacerda, presta depoimento neste momento na sede da Polícia Federal. Lacerda figura na lista de sacadores do Banco Rural apresentada pela gerente financeira da SMP&B, Simone Vasconcelos, em seu depoimento à Polícia Federal na segunda-feira. Ele teria feito cinco saques no total de R$ 235 mil.

Ao chegar para depor, ele confirmou aos jornalistas que fez um saque de R$ 50 mil das contas do empresário Marcos Valério na agência do Banco Rural. Segundo ele, o saque foi feito a pedido do tesoureiro licenciado do PT, Delúbio Soares.

De acordo com Lacerda, o dinheiro sacado no Banco Rural seria para pagar dívidas do partido. Ele disse que tem todas as notas e comprovantes de gasto e que irá autorizar a quebra de seu sigilo bancário à PF. Ele acrescentou que mandou pessoas a Belo Horizonte para sacar mais dinheiro.