A Polícia Civil do Paraná prendeu na última sexta-feira (22), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), Robson Beffart dos Santos, de 21 anos, conhecido como “Robinho”. Ele é suspeito de matar Daiana Jennifer de Lima, de 22 anos, no dia 3 de janeiro, no bairro Afonso Pena.

A vítima, que teria tido um breve relacionamento amoroso com “Robinho”, segundo a polícia, morreu baleada com diversos disparos de arma de fogo. Ela chegou a ser socorrida pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), mas morreu no hospital.

Ainda conforme as investigações, no dia do crime o casal teria brigado e Daiana teria dado um tapa no rosto de Robinho. O homem foi embora, mas voltou com um revólver e efetuou os disparos. Câmeras de segurança também registraram o momento em que ele passou com seu veículo nas proximidades do local do crime.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Eles não tinham um namoro, mas tinham um relacionamento. Eles brigaram na ‘virada do ano’ e já tinha até o relato de uma violência doméstica. Ele levou um tapa no rosto e teria tido que ‘homem não apanha de mulher’ e na sequência matou ela, por não aceitar. Ele retornou, usando seu veículo, e efetuou o crime. Ele até tentou vender o carro dias depois, para se livrar dessa prova, mas não conseguiu”, explicou o delegado Michel Carvalho.

A polícia não descarta a participação de outras pessoas no crime e as investigações continuam. Robson tem passagem por roubo, receptação e porte de arma de fogo. Agora ele será indiciado por homicídio qualificado pelo feminicídio. “Pra nós é um feminicídio com pena alta e ele até chorou durante o depoimento, dizendo que não foi ele, porém descartamos essa hipótese”, finalizou Carvalho. Ele permanece preso e à disposição da justiça.

Preso homem que assaltou mercadinho com submetralhadora em Curitiba