A primeira prévia de janeiro do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) apresentou variação de 1,34%, já evidenciando redução das pressões inflacionárias observadas em dezembro. A variação do IGP-M na primeira prévia de dezembro de 2002 foi de 2,61%, de acordo com os números divulgados há pouco pela Andima.

Por componentes, o Índice de Preços por Atacado-IPA subiu 1,52%, contra 2,70% no primeiro decêndio de dezembro, influenciado pelos produtos agrícolas e industriais, que subiram, respectivamente 2,46% e 1,13%.

O Índice de Preços ao Consumidor-IPC variou 0,99% (2,60% na primeira prévia do mês anterior), com maiores pressões de alta exercidas pelos grupos Alimentação (1,67%), Despesas Diversas (1,57%), Vestuário (1,16%) e Saúde e Cuidados Pessoais (1,04%).

O Índice Nacional do Custo da Construção-INCC subiu 1,00%, pressionado pelo grupo Materiais, cuja elevação no período pesquisado foi de 1,89%.

O IGP-M é calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da Fundação Getúlio Vargas.