São Paulo – A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) anunciou nesta segunda-feira (7) que o desempenho do setor automobilístico nos primeiros quatro meses do ano é positivo. Segundo o presidente da entidade, Jackson Schneider, o crescimento de 22,6% nas vendas de veículos novos indica que 2007 teve o melhor desempenho no primeiro quadrimestre do ano desde 1997.

De acordo com os dados mensais da Anfavea, nos quatro primeiros meses de 2007 foram vendidos no mercado interno 672.466 veículos, enquanto de janeiro a abril de 2006 esse total foi de 548.709. No mês de abril foram vendidas 179.320 unidades, 7,3% a menos do que em março, quando foram comercializadas 193.450. Comparada a abril de 2006, houve elevação de 36,7%. Em abril de 2006 foram vendidas 131.150.

?Este é um momento de crescimento de mercado interno. Estamos nesse quadrimestre de 2007 com crescimento, o melhor da indústria automotiva, então acredito que há previsões muito positivas também a médio e longo prazo?, disse. Na avaliação dele, o ciclo positivo do mercado interno precisa estar acompanhado de uma participação positiva no país no mercado de exportação. As exportações caíram em todos os níveis de comparação. Em relação a março, a queda foi de 9,5%, com 61.742 veículos vendidos, contra 68.239 em março.

Se comparado o mês de abril com o mesmo período do ano passado, a queda foi de 13,6%, com vendas externas de 71.450 unidades em abril de 2006. Na comparação do acumulado nos dois anos, a queda foi de 10,6%. De janeiro a abril de 2007 foram exportados 243.662, contra 272.693 de janeiro a abril de 2006. ?Nós não acreditamos em compensações. Acreditamos que as duas dimensões tem que ser fortes, crescer para ambas garantam juntas a condição de competitividade da indústria brasileira e garantam o emprego nacional?.

O crédito e a confiança do consumidor na economia são os principais estímulos para a compra a prazo, de acordo com Schneider. ?Até agora estamos vivendo um momento recorde de vendas no mercado interno e de produção. Esperamos que esse se torne um ciclo virtuoso de crescimento a mais médio prazo?, ressaltou. A produção de veículos no país caiu 8,6% em abril, na comparação com o mês anterior. Foram fabricadas 225.653 unidades, contra 247.002 em março. Comparado a abril do ano passado, houve alta de 10,6%. Naquele período foram produzidas 204.073 unidades.

No acumulado do ano, houve aumento de 5,6% na produção, comparado com o mesmo período do ano passado. De janeiro a abril deste ano, saíram das fábricas 881.406 veículos, contra 834.401 no ano passado.