Continua estável o quadro da paciente Priscila Aprígio, 13 anos, que ficou paraplégica após ter sido atingida por uma bala durante assalto a banco na Avenida Ibirapuera, em Moema, na zona sul de São Paulo. Ela continua internada no Hospital Alvorada para tratamento à base de antibióticos. Há 10 dias, Priscila foi liberada pelo Hospital, mas retornou na semana passada com um quadro de infecção no local atingido pela bala.