O procurador geral da República, Antônio Fernando de Souza, deve se reunir, ainda hoje, com outros procuradores para decidir se aceita ou não o pedido de nova audiência feito pelo empresário Marcos Valério Fernandes.

Na última sexta-feira, os advogados do empresário pediram audiência com o procurador. Valério, que é acusado de ser o operador do suposto esquema de pagamento de mesadas a parlamentares, teria mais informações e novos documentos para acrescentar às investigações.

Essa não é a primeira vez que Valério pede audiência na Procuradoria Geral da República. No último dia 15, o empresário foi ouvido pelo procurador. Ele queria ser beneficiado com a "delação premiada" ? direito legal que prevê a colaboração do acusado com a Justiça em troca da redução da pena. Em seu depoimento na Procuradoria-Geral da República (PGR) ele entregou documentos ao procurador e falou do suposto envolvimento das empresas dele nas denúncias.