O procurador geral do Estado, Sérgio Botto de Lacerda, viaja amanhã para Porto Alegre, onde protocola recurso no Tribunal Regional Federal (TRF) contra o aumento das tarifas do pedágio que entraria em vigor a zero hora de hoje. O governo vai tentar reformar a decisão da juíza em exercício da 9ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, Ivanise Corrêa Rodrigues, que autorizou quatro das seis concessionárias – Rodonorte, Econorte, Ecovia e Viapar – a aplicar um reajuste médio de 15,34% nas suas tarifas. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)