O procurador da República Luiz Francisco de Souza vai encaminhar na próxima semana uma ação à Justiça para tentar derrubar a intervenção do Ministério da Previdência Social na Previ, o fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil. O procurador voltou a afirmar que a intervenção é ?ilícita?. Na quinta-feira, o Ministério da Previdência anunciou que a intervenção poderá ser encerrada no dia 25 de julho.

Ele informou que ainda vai examinar a documentação entregue ontem pela Associação Nacional de Participantes de Fundos de Pensão (Anapar) com denúncias contra o secretário de Previdência Complementar do Ministério da Previdência, José Roberto Savóia, mas não antecipou as providências que poderá tomar a respeito.