A produção industrial brasileira caiu 1,8% em fevereiro em relação a janeiro, segundo os índices sazonais anunciados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O recuo atingiu quinze das vinte e três atividades pesquisadas e todas as categorias de uso. A de Bens de consumo duráveis (-5,4%) teve a redução mais acentuada, vindo a seguir Bens de capital (-2,4%), Bens de consumo semiduráveis e não duráveis (-2,0%) e, finalmente, Bens intermediários (-0,8%), única com desempenho acima da média industrial. O indicador acumulado nos últimos doze meses ficou em 0,0%, marca idêntica à de janeiro.

Os dados divulgados há pouco pelo IBGE mostram que na comparação com fevereiro do ano passado a produção industrial brasileira registrou o sexto crescimento consecutivo (1,8%). No primeiro bimestre deste ano houve crescimento de 2,7% e nos últimos 12 meses a taxa ficou em zero.