Subiu para 58 milhões o número de brasileiros atendidos pelo Programa Brasil Sorridente, do Ministério da Saúde. Neste mês, as 787 novas equipes de saúde bucal do Programa Saúde da Família, formadas por um dentista, um auxiliar de consultório e um técnico em higiene dental, vão permitir o atendimento de mais 2,7 milhões pessoas.

De acordo com o coordenador Nacional do Programa de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, o Brasil Sorridente oferece tratamento de canal, de gengiva, restauração, cirurgia e diagnóstico de câncer de boca.

Pucca garantiu que os pacientes que precisam de tratamento específicos são encaminhados aos centros de especialidades odontológicas, que hoje são 171 em todo o país, mas até o final do ano serão 400. Esses centros, de acordo com o coordenador, estão inclusive habilitados para atender pacientes portadores de necessidades especiais.

O coordenador lembrou que o programa Brasil Sorridente conta com um orçamento de R$ 1,5 bilhão que serão gastos até 2006. Desse total, mais R$ 600 milhões já foram executados. De acordo com ele, mais 250 cidades foram beneficiadas com a adição de flúor na água, medida que reduz em 50% a incidência de cárie. Com isso, hoje, 65 milhões de pessoas têm acesso a água com flúor no Brasil.