A Câmara analisa o Projeto de Lei 7572/06, do deputado Fernando de Fabinho (PFL-BA), que destina um percentual de bolsas do Programa Universidade Para Todos (Prouni) para estudantes domiciliados em municípios com menos de 50 mil habitantes.

O número de vagas oferecidas para os moradores de pequenas cidades, segundo o texto, deve ser proporcional ao número de estudantes que vivem em pequenos municípios no estado em que a universidade está localizada.

Democratização do ensino

De acordo com o deputado, "há um abismo entre as oportunidades educacionais oferecidas aos habitantes do interior e as dos moradores dos grandes centros urbanos". Segundo ele, a mudança sugerida "equalizará oportunidades e fará mais democrática a universidade brasileira".

Fabinho disse que a criação do Prouni "representou um importante passo no sentido da democratização da universidade brasileira". O parlamentar destacou que "milhares de estudantes passaram a ter a oportunidade de seguir um curso superior e, assim, de melhorarem suas vidas".