A presidente do Provopar Ação Social, Lucia Arruda, anunciou nesta sexta-feira (3) a construção de um centro de atividades artesanais em Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, em parceria com a prefeitura, APMI (Associação de Proteção a Maternidade e Infância) e artesãos e artistas populares locais.

A construção do centro foi acertada durante reunião da presidente do Provopar estadual com a prefeita Lindiara Santana Santos, que assumiu o compromisso de liberar o mais rápido possível um terreno às margens da PR 476, principal via de acesso ao Vale da Ribeira, para o início imediato das obras. ?É que o centro de atividades também será ponto de venda para os produtos regionais, daí a importância de sua localização num ponto considerado estratégico?, disse Lucia Arruda.

No entanto, o principal espaço do centro de atividades será destinado às oficinas de artesanato, onde o artista popular Antonio Pereira dos Santos, mais conhecido por ?Passarinheiro?, pretende dar aulas para crianças e adolescentes de Bocaiúva do Sul. ?Eles vão aprender a esculpir em madeira, com o aproveitamento de galhos e troncos de árvores secas ou condenadas, de tal forma a não prejudicar o meio ambiente?, reforça Iramar Diório Hermógenes, coordenador de artesanato do Provopar.

Os alunos das oficinas de artesanato e arte popular vão aprender ainda a trabalhar com o bambu, uma matéria prima bastante abundante em Bocaiúva do Sul e todo o Vale da Ribeira, e com material reciclável. ?As peças de artesanato também serão colocadas à venda, junto com os produtos regionais, e parte da renda revertida para a manutenção do centro de atividades. Naturalmente, a maior parte da venda será destinada aos artesãos e produtores regionais, que terão ampliada a renda familiar?, acrescenta.

Circuito Italiano

Com a construção do Centro de Atividades Artesanais, o município de Bocaiúva do Sul entra definitivamente no Circuito Italiano de Turismo Rural, cujo roteiro inclui visitas a cantinas de vinho, pousadas, pesque-pagues, igrejas e a produtores de conservas, sucos, artesanatos, flores e produtos orgânicos do Vale da Ribeira.

Cercada de belezas naturais, uma das maiores colônias italianas do Paraná, está na Região Metropolitana de Curitiba. É ali, por entre pequenas propriedades rurais com característica essencialmente européias, que se desenvolve o Circuito Italiano de Turismo Rural, oferecendo ao visitante contato direto com a natureza e com as tradições dos colonizadores.

O roteiro de 80 quilômetros cruza por construções em estilo italiano antigo e lugares históricos bastante preservados, além de igrejas, hotéis-fazenda, vinícolas, cantinas e plantações de hortaliças e frutas orgânicas. O plantio de verduras e legumes de forma natural, sem agrotóxicos, é uma preocupação dos moradores e um atrativo aos visitantes. Pode-se percorrer sítios e chácaras e adquirir esses produtos, conhecer a técnica de fabricação de vinho artesanal e saborear autênticos produtos coloniais, como sucos, compotas, conservas, embutidos e queijos.