O coordenador do Processo de Eleições Diretas (PED) do PT, Francisco Campos, afirmou hoje que a totalização dos votos do pleito realizado no último domingo só será feita no início da próxima semana. Ao contrário da previsão inicial, de que o resultado sairia até o início da tarde desta quarta-feira, a contabilização dos votos dos filiados foi prejudicada em algumas localidades, tais como Minas Gerais, Bahia e Maranhão, por causa da greve dos Correios.

De acordo com a direção do partido, em Minas, por exemplo, ainda faltam ser contabilizados entre cinco mil e seis mil votos, distribuídos, principalmente, nas localidades mais distantes ou grotões. Por causa do atraso na apuração total dos votos do PED o presidente nacional da legenda, Tarso Genro, acabou cancelando a entrevista coletiva que concederia na tarde de hoje para comentar os resultados.

Tarso, de acordo com a assessoria do PT, deixou Brasília e seguiu diretamente para sua cidade, Porto Alegre (RS), onde deverá permanecer durante o fim de semana.O PT deve continuar divulgando as prévias das eleições internas, que mostram ainda uma indefinição do candidato que irá disputar o segundo turno com Ricardo Berzoini, do Campo Majoritário.

Os candidatos com maiores chances de chegar ao segundo turno e que mantêm uma diferença de votos entre si, de pouco mais de 800 votos, são Valter Pomar, da Articulação de Esquerda, e Raul Pont, da Democracia Socialista. Os dois estão hoje na capital paulista reunidos com suas equipes para definir as estratégias para a disputa do segundo turno.