A bancada do PT no Senado não definiu uma posição sobre a CPI dos Correios e
marcou um novo encontro para depois da sessão plenária da Casa, no final da
tarde. Eles acharam mais prudente aguardar o desenrolar dos fatos, ao longo do
dia, inclusive o resultado da Executiva Nacional do PTB, prevista para as 14
horas. "Vamos conduzir com equilíbrio e cuidado para não tomarmos uma posição
precipitada. Todos nós entendemos que tem que ser uma decisão conjunta", afirmou
o líder do PT, senador Delcídio Amaral (MS), deixando claro que os senadores não
querem tomar uma posição que rache a bancada, como aconteceu na Câmara.
Internamente, a bancada do PT no Senado está dividida. Cerca de sete senadores
querem assinar o requerimento. Mas a expectativa dos líderes é ainda obter uma
decisão de consenso.