Em campanha hoje na cidade de São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, o candidato ao governo de São Paulo pelo PMDB, Orestes Quércia, defendeu que o partido investigue o suposto envolvimento de deputados peemedebistas na máfia dos sanguessugas. Na quarta-feira, o depoimento do empresário Luiz Antonio Vedoin, dono da Planam, apontou o partido como o principal do esquema de corrupção. "Eu ainda não procurei o Michel (Temer), mas vou falar com ele. O PMDB tem que fazer uma investigação desses membros.

Para Quércia, se ficar provada a participação de deputados no esquema de corrupção o PMDB deve optar pela sua exclusão. Quércia disse que apenas leu sobre o suposto envolvimento de Gilberto Nascimento (PMDB-SP) e não falou com o deputado. "Vou falar com o Michel. Pelo que consta houve a abordagem mas ele não teria recebido nada." Para o candidato ao governo, a aparição dos deputados de seu partido na lista dos sanguessugas não atrapalha sua campanha.

Quércia aproveitou o 239º aniversário de São José dos Campos para visitar a cidade. Foi recebido no aeroporto por correligionários e seguiu para o Parque da Cidade. Acompanhado por militantes e bandeiras, Quércia foi cumprimentado com simpatia pela população e chegou a receber pedido de ajuda dos sindicalistas que reclamam da parceria com uma universidade particular feita pela prefeitura para manter o Hospital Municipal.