O chefe da Casa Civil, Caíto Quintana, afirmou que há muitos interesses políticos que vêm resultando na paralisação no Porto de Paranaguá. ?O que está ocorrendo não leva a nada de bom porque só serve para causar um prejuízo incomensurável para todos aqueles que, de uma forma ou de outra, dependem do porto para suas atividades. Por isso, esta situação está na hora de terminar. Sob pressão, o governo não vai agir.?

Segundo Quintana, o governo tem o maior desejo de que o Porto de Paranaguá seja o melhor do Brasil e, para isso, quer uma solução duradoura para situação. ?O Estado está garantindo recursos para a construção do Cais Oeste e para o revestimento em concreto de toda via de acesso ao porto. Recentemente, houve uma reunião em Paranaguá em que foi posta toda a estrutura de governo para melhorar as condições do porto e da cidade?. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)