O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, começa em instantes a falar na CPI dos Correios. Ele será ouvido sobre medidas e projetos para inibir crimes financeiros no País e sobre os motivos que levaram a Receita a não enviar à CPI algumas informações sobre deputados acusados de envolvimento no suposto esquema do "mensalão". Ontem (16), em nota, a Receita afirmou que está em dia com todos os pedidos de informação da CPI e que se há algum pedido não respondido é porque ainda não se esgotou o prazo legal para a resposta.