O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse nesta quinta-feira (22), no início da tarde, que os projetos de decreto legislativo que aumentam os salários do Legislativo e do Executivo não serão votados hoje no plenário. "Chance zero de votar esses projetos hoje", afirmou.

Ele observou ainda que não tinha conhecimento das propostas aprovadas pela manhã, na Comissão de Finanças e Tributação, que reajusta os salários de deputados, senadores, presidente, vice e ministros em 26,49%. Ao ser perguntado se as propostas serão votadas na próxima semana, Chinaglia disse que qualquer decisão será tomada no plenário, em comum acordo com os demais líderes partidários.