O agente penitenciário Vitor Solano, libertado juntamente com outros seis reféns na manhã de hoje, afirmou que os amotinados ameaçam matar os reféns na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Os presos ordenaram que Solano transmitisse as reivindicações dos rebelados. Eles pediram a presença do secretário de Segurança Pública e do juiz corregedor Francisco Gerardo para realizar a transferência de presos. Um preso identificado como Fernando Eloy, que cumpria pena por cinco homicídios, foi decapitado. Outras duas pessoas também teriam sido mortas pelos amotinados, mas essa informação não foi oficialmente confirmada pela polícia.