O presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), ao reiterar sua candidatura à reeleição, declarou-se contrário a uma eventual interferência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha pela sucessão na Presidência da Câmara. Lula, no entender, de Rebelo, "não deve manifestar sua opinião sobre a presidência de uma instituição independente.

Lula tem a expectativa de que seja resolvido o impasse criado na base aliada com o surgimento de duas candidaturas à Presidência da Câmara: a de Rebelo e a do líder do governo na Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).