A assessoria de imprensa da Receita Federal corrigiu declarações do secretário-adjunto, Ricardo Pinheiro, sobre a emenda incluída ontem pelo Senado Federal. Segundo a assessoria, a emenda, ao contrário do que informou Pinheiro, não reabre o prazo para parcelamento de débitos tributários. "O secretário recebeu uma informação truncada e fez um comentário sobre o que não aconteceu", esclareceu a assessoria de imprensa.

De acordo com a Agência Senado, a emenda acolhida permite que contribuintes inscritos no programa de recuperação fiscal (Refis) e no Paes tenham desconto, caso antecipem o pagamento dos débitos. Segundo a assessoria da Receita, apesar do equívoco o secretário-adjunto mantém sua posição contrária a uma nova edição do Refis 3.