A Receita Federal, que desencadeou, nesta quarta-feira, uma operação para combater o comércio ilegal pela internet, já apreendeu 600 volumes enviados pelos Correios nos estados do Paraná e Santa Catarina.

Até agora foram vistoriados cerca de 10 mil produtos pelos agentes da Operação Leão Expresso, realizada em centros de distribuição dos Correios, responsável pelo envio da maior parte das encomendas adquiridas pela rede mundial de computadores.

De acordo com o superintendente da 9 º Região Fiscal, Luiz Bernardi, entre as mercadorias apreendidas estão notebooks, placas de computador, e câmeras digitais. A Operação Leão Expresso teve início ontem e está sendo realizada em todo o país.

Segundo as informações da Receita Federal, as pessoas e empresas envolvidas nos crimes poderão perder as mercadorias e ainda responder a processo por sonegação e contrabando.

Técnicos da Receita passaram a manhã na agência central dos Correios em Curitiba, na avenida João Negrão. Algumas empresas com números falsos do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) já foram detectadas, mas os nomes não podem ser divulgados para não interferir nas investigações.