O prefeito de Paranaguá visitou a Ilha do Mel na manhã desta quarta-feira (21) para vistoriar a situação da localidade.

A principal obra em andamento é a reforma do receptivo de Nova Brasília, com investimentos R$ 120 mil, recursos do governo federal com contra-partida da Prefeitura de Paranaguá. O telhado está sendo trocado e terá um sistema mais eficiente de ventilação, além de novos banheiros, melhorias na parte elétrica, colocação de forro e pintura.

Baka destacou ainda os investimentos feitos nos últimos quatro anos na qualidade da água oferecida aos insulanos e aos turistas, na educação, na saúde, na limpeza das trilhas e demais espaços, além da coleta de lixo. “Estamos investindo fortemente e quem vem à Ilha do Mel percebe nitidamente a mudança. Não atuamos somente na temporada, mas durante o ano todo”, salientou Baka.

Quando fez a visita o prefeito estava acompanhado do secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Emmanuel do Nascimento, da presidente da Empresa de Desenvolvimento das Ilhas (Emdeilhas), Cíntia dos Santos Oliveira, e de Luciano Salmon, gerente de operações da Companhia de Água e Esgoto de Paranaguá (Cagepar). Também esteve presente o presidente da Associação dos Nativos, Alcione Valentim.

Até 2012, a Prefeitura vai continuar investindo mais na Ilha do Mel. Em breve devem ser iniciadas as construções de dois centros cívicos, um em Encantadas e outro em Nova Brasília, para oferecer num só lugar os serviços públicos municipais, como a Emdeilhas, Cagepar, Administração Regional, além dos Correios e posto de informações turísticas.

Outra prioridade é o tratamento de esgoto na localidade, cujo projeto já foi encaminhado à Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com custo de R$ 4,5 milhões. “Estamos tentando incluir a questão do esgoto da Ilha do Mel no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal. Por enquanto, aguardamos um parecer da Funasa sobre o projeto que foi encaminhado. Com esgoto tratado, a Ilha do Mel terá muito mais qualidade de vida”, observou o prefeito.

Taxa de visitação

Durante a visita à obra do receptivo, Baka escutou da presidente da Associação do Comércio e do Turismo da Ilha do Mel, Susi Albino, que os moradores pretendem fazer um protesto para que não seja mais cobrada a taxa de visitação pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). O valor é de R$ 4 por visitante e, segundo ela, não há repasse para a localidade em forma de melhorias. “Não tem significado cobrar e não reverter o dinheiro”, frisou a empresária.

Vale lembrar que o prefeito Baka proibiu a cobrança da taxa de visitação aos turistas que saem de barco por Paranaguá em direção à Ilha do Mel. Ainda de acordo com Susi Albino, em dezembro havia mais de R$ 720 mil em cobrança de taxa numa conta bancária aberta especificamente para este fim. Hoje, acredita-se que o valor deva ter ultrapassado a R$ 1 milhão.

Coleta de lixo

Durante a temporada, uma empresa paga pelo Governo do Estado está fazendo a coleta de lixo na Ilha do Mel, que durante o restante do ano é realizada pela Prefeitura de Paranaguá. Mas, segundo o administrador regional de Encantadas, Antonio Carlos dos Santos, o serviço oferecido pela empresa não está sendo satisfatório, pelo fato dos funcionários não conhecerem a localidade e não contarem com estrutura. “Emprestamos um carrinho de coleta nosso para que eles fizessem o trabalho. Não vimos ninguém da empresa aqui para verificar o sistema de trabalho. Achamos que antes de iniciarem o trabalho eles deveriam conversar com as lideranças e a administração para verificar como isso funciona”, opina o dirigente.